Saltar para conteúdo


- - - - -

[Google I/O 2014] Google anuncia Android Auto

auto android carros automóveis audi now google

A Google decidiu, finalmente, dar o passo decisivo para a integração total dos seus serviços Android na nossa vida.

Anunciado no Google I/O, a 25 de Junho, o Android Auto enquadra-se no panorama de integração descrito acima, dos quais também fazem parte o Android Wear e a Android TV. O Android Auto promete trazer o sistema operativo open-source aos automóveis em que circulamos de um lado para o outro todos os dias, no seguimento da sua aliança com diversas marcas de automóveis.

Imagem colocada

Tendo por base a ligação a um telemóvel Android e o serviço Google Now, o Android Auto promete dar-nos toda a informação que precisamos enquanto conduzimos de uma forma simples, eficaz e segura, através dos já tradicionais cartões. Além disso, o controlo pode ser todo feito por voz, evitando as distrações típicas de um sistema operativo no carro.

Imagem colocada

Para já, o acesso aos mapas da Google, a diversos serviços e aplicações de música (como Spotify, Pandora ou Google Play Music) ou aos comandos de voz do Google Now já estão garantidos. Apesar da existência destes serviços base, a Google encorajou todos os developers a produzirem aplicações que possam ser usadas pelos utilizadores on-the-go.

Imagem colocada

A partir da página do projeto, podemos ver já 28 marcas que, nos seus próximos veículos, prometem adotar o mesmo. Entre elas estão marcas de carros mais utilitários como a Fiat, a Ford ou a Renault, mas também de carros de uma gama mais elevada, como a Maserati ou a Bentley. Esta cooperação com marcas mais conhecidas é fruto da adesão das mesmas à Open Automotive Alliance, que somou no dia 25 de Junho de 2014 40 novos parceiros.

Imagem colocada

Mais recentemente, a Audi foi a primeira a a dar uma estimativa de entrada em produção de modelos com Android Auto incorporado – os novos modelos de 2015 já terão suporte ao sistema.

Falta esperar para ver o que acontecerá no futuro; tudo dependerá da adesão dos fabricantes de automóveis ao projeto e ao aproveitamento que farão do mesmo. No entanto, uma coisa pode ser garantida: um Android limitado a telemóveis e tablets é uma coisa do passado.

Fontes: Android Police, Open Auto Alliance, Android Police, Android Auto
  • JVS e Rui Luís gosta disto


4 Comentários


ou Entrar